Tags

, ,

George Whitefield nasceu em 1714, na Inglaterra. Na sua juventude, quando estudava Faculdade em Oxford, passou a interessar-se pela Bíblia. Apesar de sua família não ser convertida ao Evangelho, começou pouco a pouco lendo as Escrituras Sagradas. E a cada dia que passava seu interesse, pelas coisas de Deus, foram crescendo. Sua fome pela palavra e sua sede por ter comunhão com o Espírito Santo cresceram de tal forma, que durante sua juventude, segundo historiadores e biógrafos, Whitefield chegava a ficar oito horas por dia em devoção e comunhão com Deus em jejuns e orações.

A unção do Espírito Santo foi crescendo em sua vida de tal forma que as pessoas percebiam em George algo sobrenatural, vindo da parte de Deus. E aos poucos, pessoas começaram a procurá-lo para saber mais das Escrituras Sagradas e para pedir oração. Whitefield inciou então, reuniões com pequenos grupos de colegas em seus aposentos a fim de orarem e estudarem a Bíblia. A presença de Deus começo a se tornar tão manifesta na vida de Whitefield que, durante estes encontros, os jovens presentes eram batizados com o Espírito Santo e muitos tinham suas vidas completamente transformadas.

Para não perder esta visão e o objetivo da obra de Deus em sua vida, George, montou uma classe de estudos Bíblicos e junto com seus alunos começou a visitar os pobres, doentes e todo tipo de necessitado da região. A obra de Deus alcançou tamanha proporção que a Igreja local foi obrigada a reconhecer George Whitefield como uma liderança cristã. E ao contrário das normas eclesiásticas da época, Whitefield tornou-se ministro do Evangelho aos 21 anos de idade (sendo que naquela época não se consagrava jovens com menos de 23 anos ao pastorado).

No ano de 1737, quando Whitefield estava com 23 anos de idade, a Inglaterra passou a ser impactada espiritualmente por esse jovem pregador. Suas mensagens eram tão fortes que muitos líderes tradicionais juntamente com a imprensa passaram a atacar e perseguir Whitefield. Antes disso, porém, o jovem pregador teve que enfrentar afrontas muito piores, tais como um apedrejamento que ele sofreu na cidade Exeter, quando pregava para dez mil pessoas. Ou então quando foi espancado, em Basingstone ou ainda sendo agredido fisicamente a pauladas em Moorfield durante uma de suas impactantes pregações.

Apesar de todos estes desafios, George nunca deixara de proclamar a verdade do Evangelho. E por mais de 34 anos, as fortes pregações de Whitefield ecoaram por toda Inglaterra e também América do Norte, onde ele tinha cruzado o Oceano Atlântico, a bordo de navios em condições precárias, para ministrar o poder transformador de Jesus no coração das pessoas em outros continentes.

Havia tanta unção em seus sermões que apesar não ter microfones ou recursos tecnológicos para ampliar sua voz, Whitefield, pelo poder de Deus, era capaz de manter 20 mil pessoas completamente atentas em suas pregações. Em 1750, durante 28 dias consecutivos, cerca de 10 a 15 mil pessoas, reuniram-se diariamente num determinado ponto, das ruas de Londres, para ouvir Whitefield pregar. Jornais da época relataram que a voz de George podia ser ouvida a uma distancia maior do que 1 km.

Como ministro de Evangelho, George pregava de forma tão intensa que freqüentemente ele chorava e lagrimas rolavam em sua face durante sua pregação. E ao ser questionado sobre isso ele dizia : “Como posso conter-me e não chorar por vós, quando vós mesmos não choram, apesar de vossas almas mortais estarem a beira da destruição ? Não sabeis se estais ouvindo o ultimo sermão ou se jamais tereis outra oportunidade de chegar a Cristo Jesus !“
Whitefield ainda dizia ; “ desejo toda vez que subir ao púlpito, considerar essa oportunidade como a última que me é dada de pregar; e a última que é dada ao povo para ouvir a Palavra de Deus”.

Aos 65 anos de idade, já muito doente, depois de pregar 2 horas ininterruptamente para uma grande multidão, em Exeter, Inglaterra, Whitefield partiu para a cidade de Newburysport, onde dividiu um quarto com outro homem que não era crente. George Whitefield começou a pregar a salvação em Jesus Cristo para este homem e depois de 30 minutos falando sobre o plano de Deus para a sua vida, faleceu. Assim morreu este fiel servo do Senhor, pregando a palavra de Deus até o último minuto de sua vida.

Fonte: http://ressurreicao.com/

Anúncios